As História do Blues - Um Ritmo Black

O Blues é um dos estilos musicais mais populares do mundo, e não é à toa. Ele foi promissor de muitos outros estilos como Jazz, Country e o Rock’n Roll, e continua sendo referência para vários segmentos musicais. Como forma de expressão, o Blues representa o reflexo da luta por igualdade em uma sociedade intolerante e opressora, e marca o registro da criação de uma nova cultura popular.

  Neste post, vamos iniciar nossa série de matérias exclusivas sobre o Blues, onde falaremos sobre sua origem, sua expansão pela América, a evolução do violão Blues e as grandes lendas do Blues.

A Origem do Blues

  A história do Blues tem sua origem em Mississipi Delta, cidade situada entre os rios Mississipi e Yazoo. Ao lado de outros distritos importantes como Memphis, a região localizada ao Sul dos Estados Unidos era responsável por grande parte da produção agrícola americana no final do século 19. Muitas fazendas e lavouras cresciam sua produtividade com o passar dos anos, graças ao trabalho escravo da grande população afro-americana concentrada nos povoados do Mississipi Delta. Mas esta população não promoveu apenas o enriquecimento de fazendeiros e produtores. A cultura africana na América moldou diversos padrões culturais europeus que foram herdados da colonização britânica. Fica fácil perceber que as influências da cultura africana são inegáveis no processo de formação da sociedade que conhecemos hoje.

  Em especial no mundo da música, a presença da população afro-americana nos EUA foi responsável pelo primeiro passo para uma evolução musical jamais vista.

  Neste período os EUA enfrentavam um grande paradoxo que dividia o país. Enquanto a Guerra Civil Americana (1861 a 1865) pregava ideais de liberdade e igualdade nos centros urbanos ao Norte do país, os fazendeiros escravocratas do Sul não eram favoráveis aos novos princípios cosmopolitas, e não estavam dispostos a deixar de usar a mão-de-obra barata e exploratória gerada pela escravidão.

  As condições de vida da população afro-americana nesta época eram precárias em diferentes aspectos. Os EUA ainda vivam sobre forte influência das “Jim Crow Laws” (1876 – 1965), leis estaduais que institucionalizaram a segregação racial, impedindo negros de frequentarem determinados espaços públicos, além da restrição de direitos civis à população negra estabelecida anteriormente pelos “Black Codes” (1800 – 1866).

Os afro-americanos eram vítimas de todas as formas de opressão, e o racismo tornou-se uma prática cultural, deixando feridas que permanecem abertas até os dias atuais. Foi este contexto histórico o responsável por impulsionar o nascimento do Blues e de outros estilos como o Jazz, na cidade de Nova Orleans.

  O Blues foi originalmente cantado pelos trabalhadores rurais e escravos das plantações do Mississipi Delta, e tem suas raízes em uma rica mistura da cultura africana com canções tradicionais, os hinos europeus, o folclore americano (conhecido como folk), canções de trabalho e danças countrys e africanas. O Blues era entoado em canções que falavam sobre superar a vida difícil do campo, lidar com o racismo, expor sentimentos e protestar contra a opressão vivida pelos afro-americanos. Antes de assumir o papel de estilo musical, o Blues foi uma importante progressão histórica da tradição oral americana, sendo modelada pelos contextos sociais da época.

  As canções de Blues poderiam ir da alegria mais contagiante à tristeza mais profunda, e fica fácil entender porque este estilo entona uma grande carga de emoções.

  Nascia então uma nova de forma de expressão, e ela refletia diretamente a sociedade de seu tempo. O Blues se tornou conhecido entre os viajantes, e se aprimorou com a interação entre vocais e instrumentos musicais em suas composições, em especial o violão folk, típico do folclore americano.

Fonte: https://planetamusica.net/as-origens-do-blues-e-seus-personagens/

Categoria:Exemplo de categoria

Deixe seu Comentário